quarta-feira, 8 de julho de 2009

Earfood

I Don't Want To Be Lonely Tonight - James Taylor

Do me wrong, do me right,
Tell me lies but hold me tight,
Save your goodbyes for the morning light,
But don't let me be lonely tonight.

Say goodbye and say hello,
Sure enough good to see you, but it's time to go,
Don't say yes but please don't say no,
I don't want to be lonely tonight.

Go away then, damn you,
Go on and do as you please,
You ain't gonna see me gettin' down on my knees.
I'm undecided, and your heart's been divided,
You've been turning my world upside down.

Do me wrong, do me right (right now baby),
Go on and tell me lies but hold me tight.
Save your goodbyes for the morning light (morning light),
But don't let me be lonely tonight.
I don't want to be lonely tonight.
No, no, I don't want to be lonely tonight.

Além da letra excepcional, James Taylor compos músicas que são simplesmente perfeitas para viagens - acredite. Vale a pena, especialmente se vc gosta de músicas calmas à la violão e voz.



"Despues que te vi otra noche, no pude olvidar sus ojos..."

domingo, 5 de julho de 2009

Natural

De vez em quando nos confrontamos com algo que é absolutamente normal. Algo, que além de normal, é compreensível - até certo ponto, quando a razão conhece "muito prazer", a emoção - e cabe a cada um entender do seu próprio jeito e... bom, aceitar.

Temos de aceitar, como muita me-- coisa por aí... sabe, o que vc vai fazer? Nada! Não tem o que se fazer... Quando acontece, acontece! Você fica com cara de tacho, chora e obla-di obla-da - como diziam os poetas - life goes on!

Mas, nunca é bom pra quem fica nem - e muito menos isso - divertido, para quem fica não só vivo, mas carregando as lembranças.

Macarena e Paçoca, sei que nunca fui muito presente nem nada, mas vai/foi com vocês uma parte de mim. E em mim, como em dias de suco de uva e pães de queijo recém saído do forno, uma lembrança mais que quente e bonita, uma lambida no rosto.



sábado, 4 de julho de 2009

Toca Raul!


"Basta ser sincero e desejar profundo, você será capaz de sacudir o mundo."

segunda-feira, 29 de junho de 2009

FICO PUTO!


FICO PUTO COM A FÍSICA!

ESSA PORRA NÃO ENTRA, CACETE!

TE MATO UM DIA!

sábado, 27 de junho de 2009

Naturalidade

- Hey Betsy, tudo bem?
- Tudo, tudo.
- Você viu?
- O que?
- O Micheal Jackson morreu!



- É. Pois é.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Retalhos.


"De noite vamos para a cama juntos, com o alarme programado e ficamos tão próximos. Mas de dia...Não há nada além de distância.
Debaixo d'água somos dois afogados, nossos corpos ENROSCADOS um no outro.
Mas ao emergir, nós apenas boiamos, e somos AFASTADOS pela correnteza até ficarmos à deriva em paralelo, mas nunca JUNTOS."

Craig Thompson.


quinta-feira, 25 de junho de 2009

Fôlego

Falta-me fôl-
-ego...
Talvezcoragem
Talvezverdade
Dada essa, vertigem....

Dadaísticaverdade...
medrosavontade
coisas-que-me-escapam
na falta de fôl-
-ego...

E já nem sei
se posso...
trêmulospassos
incertasmãos
e... sem ar...

Mais non!
Não importa tudo
que me acontece tem de ser,
tenho que dizer o que já
não faz e nunca fez sentido,

Entre tanto, nunca me pareceu tão certo;
Te amo.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

pra que dormir?

Tem tanta coisa pra fazer no mundo afora,
Tanto pra aproveitar,
Tanto pra conhecer,
Tanta coisa pra saber,
e a gente fica em casa toda noite dormindo.


Quer maior perda de tempo que essa?

segunda-feira, 22 de junho de 2009

De Esfihas à Ponta Porã

No meu prédio, um velho. Um velho, no meu prédio.

Ele é um sujeito ranzinza, não confia nos baia-- porteiros ao contrário de mim, é mal-educado com muita gente - logo muita gente não gosta [nem um pouco] dele, tem uma cara de quem comeu-e-não-gostou e sem falar do orgulho dele com relação aos filhos.

Porém, e é aí que a coisa fica interessante, eu costumo conversar com ele sobre quase muita coisa da vida dele (essa frase foi intencional). "Seu Jabur", como costumo chamar, nasceu em 1925 e fez coisas que eu acho sensacionais... Ele não saiu muito do Brasil, mas serviu no exército na 2ª Guerra Mundial na put-- em Ponta Porã; ficou no Rio de 1950 até 1960 mais ou menos, viu alguns shows ("só João Gilberto, Tom Jobim e João Donato" como ele disse) no começo da bossa nova além de pegar algumas loiras e morenas num hotel em Copacabana; trabalhou como advogado na época da ditadura e entre outras várias peripécias que são no mínimo fantásticas.

"Ah então você, além da mulher, gosta dele." Não sei. Na verdade, não sei. Ele é um sujeito muito (por falta, acredite, de palavra ou expressão melhor) estranho. Gosto de pensar que ele é apenas um sujeito que mora no meu prédio e, que é quando escuto essas histórias, passeia com seu cão e na coincidência, divide voltas no quarteirão (eu também tenho cachorros, tenho de fazer o mesmo por motivos... 'óbvios').

Penso às vezes como serei na idade dele. Como tudo será quando eu tiver a idade dele... Não sei. E devo fazer na verdade, quando me ocorre este pensamento, o mesmo que ele fez quando o interrompi na nossa última conversa:

"...Hm. Mas, então, foi lá que eu aprendi a fazer esfihas..."

domingo, 21 de junho de 2009

Platonismo em preto-e-branco.

Meu amor discreto, ninguém sabe daquilo que é nosso. Porque disso ninguém tira, nada! Somos completos, mesmo sem ter testado a perfeição. Somos um, como dois e dois é o que dizem. A minha tristeza vai embora, mesmo quando de vejo tão solto, tão longe de mim. E esse teu poder, era tudo que eu queria entender. Mas ai então tudo perderia a graça, e o que seria de nós? A lua é mais bonita justo porque tem uma parte que desconhecemos, aquela sombra em que habita São Jorge matando meus dragões.

Seu amor é o que eu ainda quero ter, sem medo de parafrasear o velho forró que um dia espero que dancemos juntos. Mas sei que não somos para agora, assim seria muito fácil. Viemos ao mundo para passar pelas dores de quase-amor, antes de achá-lo por fim inteiro.
A minha tristeza vai embora, só de pensar que um dia ainda podemos ser e estar. Aqui, ali... Em qualquer lugar isso pouco me importa. Que tal amanha, um cinema? Um café seria ótimo. Podemos só dar um oi e então tudo daria certo. Te ver dar certo, tenho que admitir.

Mesmo achando seu jeito tão egoísta, teu coração tão leviano. Mesmo sendo você quem é, tão absorto em você mesmo, como se o mundo girasse a tua volta. Ao abrir os olhos para o que realmente é preciso ver, não... Você não irá se arrepender, ou muito menos ficará cego. São só suposições um tanto quanto platônicas. Bem ao meu estilo de avoada.

E eu não sou perfeita, mesmo querendo tanto ser flor de vidro, vitória régia. Meus espinhos ferem e arrancam pedaços ao olhar. Mesmo assim continuo com o mesmo cheiro, frágil e tão fácil de quebrar. Preciso sair da redoma de vidro e projetar o que posso. Ou talvez, o que é nosso.
Eu te espero. Desculpe-me o texto clichê, é que agora eu ando assim. Sou feita dessas frases feitas, ao menos estou sendo assim. No gerúndio para incomodar aqueles que ainda não se incomodaram com a melosidade deste texto meloso e cheio de sublinariedades. Mas acabei por aqui.

sábado, 20 de junho de 2009

Última vez, de novo.

"Na verdade, não sei o que se passa, o que se passou e o que vai passar...

Talvez a única coisa que eu saiba, é que eu não entendi nada.

Talvez até mais que você. Mas isso não importa, mesmo.

Não sei se estou fazendo o certo, não mesmo, queria pelo menos uma luz... qualquer coisa... e aí? o que me diz?

Não deve ser tão difícil assim, afinal, não deveríamos nos esconder um do outro, será que ainda me faz bem isso que restou de nós?

Me sinto deslocado, incomodado e ao mesmo tempo triste, podemos até mesmo continuar, mas aquele buraco na nossa conversa que queremos um dia ter em não ter. E falar que simplesmente, acabou como se simplesmente acabasse... assim....fim...

Só queria me achar nessa situação...

Acho que não foi em vão, ou então, encanto de primeira vez, não...

Acho que a única coisa que ainda me mantém ligado a você, talvez seja o medo de que você um dia sofra o que eu sofri. Não gostaria que fosse com você.

As coisas não são tão simples assim...


Aqui, Ninguém é de ninguém.... infelizmente." - ass: Zeca Gil

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Don't think twice, it's alright.


As pessoas andam pensando DE MAIS.

sábado, 13 de junho de 2009

dois




ontem eu me dei conta de como a vida pode ser cruel, sim ela pode.

e foi de repente, como chuva de verão. mas acontece nas melhores famílias, tanto na minha quanto na sua.


o que importa é seguir a diante e esperar pelo próximo ano. Meu porteiro me disse que agora eu planto, amanha eu colho. Para 2010, quero uma faculdade e um namorado.


dito. (sera que vai?)

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Dia Dos Namorados

Fui eu, responder ao comentário do post abaixo, e inocentemente pensei nessa frase a seguir. Eu ia fazer uma piada sem sentido e percebi que se arrumasse, daria uma ótima frase de para-choque. Ah, e aliás, dando uma prévia desse domingo, postarei algo sobre o dia dos namorados.

A vida é como mulhe-- uma luta. Ou você paga pra se dar bem ou tem que conquistar na marra.


[leis copyright, por favor]




UPDATE: um bj para a minha cherie em Brasília. Mal posso esperar.

quinta-feira, 11 de junho de 2009

é

Estou cansado.

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Na real?


Truth is still absolute. Believe that. Even when that truth is hard and cold, and more painful than you've ever imagined. And even when truth is more cruel than any lie.


Old

Nos amamos apaixonadamente
Nos amamos como todos os amantes amam
Então, um dia você me deixou
E desde então eu tenho vivido desesperada
Eu te vejo em todas as partes do céu
Eu te vejo em todas as partes da terra
Você é minha alegria e o meu sol
Minhas noites, meus dias, meu lindo amanhecer


Você está em todas as partes
Porque está em meu coração
Você está em todas as partes
Porque é minha alegria
Tudo isto está ao meu redor
Inclusive tudo que eu te ofereci
As vezes eu sonho que estou nos teus braços
E você me fala baixinho no meu ouvido
Me diz coisas que me fazem fechar os olhos
E então tudo fica maravilhoso

Quem sabe um dia você volte
Eu sei, o meu coração espera por você
Você não pode esquecer os dias que passamos juntos
Meus olhos nunca deixam de te procurar
Escuta, meu coração te chama
Voltaremos a nos amar
E verás que a vida pode ser maravilhosa

Você está em todas as partes
porque está em meu coração
Você está em todas as partes
Porque é minha alegria
Tudo isto está ao meu redor
Inclusive tudo que eu te ofereci
As vezes eu sonho que estou nos teus braços
E você me fala baixinho no meu ouvido
Me diz coisas que me fazem fechar os olhos
E então tudo fica maravilhoso

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Earfood

Como não tenho twitter (nem faço idéia pra que porra aquilo serve), vou postar de quando em sabe-se-Deus-lá-quando, alguma coisa tipo isso, uma música que estou escutando agora, une fois que sou a favor de escutar coisas novas.

Bom, Marcelo D2, na sua mais alta elegância do samba-rap, compôs essa daqui, "Desabafo". Não sei de quem é a voz, a mulher, mas ficou realmente um primor. Eu sou um 'olvinte' (aquele que 'olve', saca?) dele por algum tempo já, um ano sort of. Curto, tanto como Gabriel, O Pensador, curto.

Vale a pena conferir.



UPDATE: "O nome da mulher é Cláudia", como diz meu amigo G.,"o nome da música é deixa eu dizer, e é muito difícil de ser encontrada."

quarta-feira, 3 de junho de 2009

O homem que me falou de Ernesto...

...o homem que teve a casa invadida pelas flores.



I grew up, here in America.
Where good people worked hard
And everyone got along.
I thought things were fine, here in America.
But I was wrong.
It seems it's all black and white, here in America.
Either the color of money, or the color of your skin.
Used to know wrong from right, here in America.

Silvio Rodriguez.

terça-feira, 2 de junho de 2009

E como será?

São Paulo

Por mais pessoas que estejam a sua volta.



Você ainda consegue se sentir sozinho.

Carlos Drummond de Andrade

Mas viveremos

[...]Mas viveremos. A dor foi esquecida
Nos combates de rua, entre destroços.
Toda melancolia dissipou-se
Em sol, em sangue, em vozes de protesto.

Já não cultivamos amargura
Nem sabemos sofrer. Já dominamos
Essa matéria escura. Já nos vemos
Em plena força de homens libertados.

Pouco importa que dedos desliguem
E não se escrevam cartas nem façam
Sinais na praia ao rubro couraçado.
Ele chegará, ele viaja o mundo. [...]

chegará, sim.

domingo, 31 de maio de 2009

Taking Five

Descansando de uma vida, não em nada realmente, cansativa.

Beijosnãomeliga!

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Do Desejo - Hilda Hilst




Colada à tua boca a minha desordem.
O meu vasto querer.
O incompossível se fazendo ordem.
Colada à tua boca, mas descomedida
Árdua
Construtor de ilusões examino-te sôfrega
Como se fosses morrer colado à minha boca.
Como se fosse nascer
E tu fosses o dia magnânimo
Eu te sorvo extremada à luz do amanhecer.

( Do Desejo - 1992)

terça-feira, 26 de maio de 2009

Where did you get that blank expression on your face?


"You're walking away emotionally, instead of actually walking away. And that's just stupid, because there's only one healthy option for your heart."

My Girl

video

domingo, 24 de maio de 2009

Aí em cima

Você... Porque aparece sempre tão sozinha? Olhando todos de longe indiferentemente. Poucas pessoas te percebem, e quando te olham, algumas vezes levam partes de você, e o máximo que você faz é aparecer na noite seguinte para nos vigiar de novo.

Nunca fala nada porque? fala alguma coisa, quero ouvir. Fico com raiva de você, nunca faz nada, só ilumina a minha noite, e não incomoda ninguém, ninguém te percebe e você esta aí, fazendo seu papel de lua todas as noites.

sem ninguém
sem voz

Você não quer nada? Nada?....nada? Fala! Eu faço qualquer coisa por você! por favor! fala! não aguento mais te ver aí sozinha! não merece ter o que eu tenho aqui dentro. Você não merece...


Te juro minha paixão para a vida inteira. Só não me deixe sozinha nas nossas conversas a noite.


Sinto uma parte de mim, aí em cima com você.

someday my prince will come

E de procurar tanto o tanto-amor o busco nos cantos, na poeira (ou espuma) flutuante, nas rachaduras do teto e nas palavras azedas.
Estico a mão e nada encosto, tudo foge e sinto a culpa fria. E a gula, sem luxúria, sem auto-amor e sem vontade de viver e ser vivida.

Amor curtido vai virar vinagre. Este é o desespero, o desespero do encontro as escuras... Luz! quero é a claridade. Me diga quem és que quero saber é quem sou!

Quero ser Julieta de Romeu, mesmo com tragédia e morte pela boca.
Meu caos, tropeço no céu como se ouvisse música.

Pour aimer

Assim
Começa minha cruzada por ti
Pelo delinear dos meus dedos
Entre dourados fios

Seja
A dor, efêmera e quieta
Um não redondo e paradoxal
Entre lábios tangentes

Queira
Meu coração, parar de bater
Toda vez que sorri para mim
Entre gotas de chuva prismadas

Deixe
A simplicidade da manhã primaveril
Invadir sua solidão não reconhecida
E que nossos corpos unam-se
Entre a seda dos lençóis...


sábado, 23 de maio de 2009

Mano Neruda

"Morre lentamente
Quem não viaja,
Quem não lê,
Quem não ouve música,
Quem não encontra graça em si mesmo.

Morre lentamente
Quem destrói seu amor próprio,
Quem não se deixa ajudar.

Morre lentamente
Quem se transforma em escravo do hábito
Repetindo todos os dias os mesmos trajeto,
Quem não muda de marca,
Não se arrisca a vestir uma nova cor ou
Não conversa com quem não conhece.

Morre lentamente
Quem evita uma paixão e seu redemoinho de emoções,
Justamente as que resgatam o brilho dos
Olhos e os corações aos tropeços.

Morre lentamente
Quem não vira a mesa quando está infeliz
Com o seu trabalho, ou amor,
Quem não arrisca o certo pelo incerto
Para ir atrás de um sonho,
Quem não se permite, pelo menos uma vez na vida,
Fugir dos conselhos sensatos.."




Pensamento do dia: Meu signo do zodiaco é touro, meu signo chines é ovelha... vou ruminar porai!

sexta-feira, 22 de maio de 2009

I found a reason

Oh I do believe
In all the things you say
What comes is better than what came before

And you'd better come come, come come to me
Better come come, come come to me
Better run, run run, run run to me
Better come

Oh I do believe
In all the things you say
What comes is better than what came before

And you'd better run run, run run to me
Better run, run run, run run to me
Better come, come come, come come to me
You'd better run

quinta-feira, 21 de maio de 2009


"Eles não são uma fuga. São só um afastamento. Eles que me mostram o mundo real, a miséria do homem. São todos masoquistas, fingindo não gostar de sofrimento... Sem perceber que o sofrimento é o momento que mais esperam! Sofrendo, eles agem de maneira natural, sentindo cada ínfima vacilação das coisas de maneira absurda."
"E você acha que estando no mundo real enquanto ninguém mais está vai ajudar em algo?"
"Não... Eu continuo tendo o mesmo sentimento de vazio, a sensação de que simplesmente ninguém se importa com nada. Ninguém mais me encanta... As conversas andam cada vez mais superficiais, irrelevantes. Tudo que é falado é esquecido no mesmo dia... Nada mais vale a pena. Eu tenho vontade de simplesmente me desligar de tudo, dá muito trabalho fingir que tudo está bem, quando na verdade não está."

terça-feira, 19 de maio de 2009

Lady

Lady, hear me tonight,
Cos my feeling is just so right.
As we dance,
By the moonlight.
Can't you see, you're my delight
Lady, I just feel like
I won't get you outta my mind
I feel love for the first time
And I know that it's true I can tell by the look in your eyes


domingo, 17 de maio de 2009

Just a night thought

Love + x = Secret of life ?


sexta-feira, 15 de maio de 2009

Se correr o guarda prende, se ficar o banco toma.

Fato: brasileiros não cobram nada dos políticos que elegeram, só reclamam por que eles não fazem nada, ninguém está nas ruas exigindo ou cumprindo seus direitos, quanto mais pedindo por algo a mais!

Está formada aquela idéia de que o jovem (sem se esquecer que os "velhos" já foram jovens) são conformistas, que não querem saber de nada e nem lutam pelo que querem. Que preferem ficar em casa vendo tevê ou seja-lá-oque-fazem-hoje-em-dia ao envéz de reclamar e por em prática algum plano ou estratégia, usar a energia que eles "tem de sobra".


Agora o que ninguém parou pra pensar é que os jovens estão estudando, trabalhando, correndo atrás, cuidando do seu. Sabemos que não há um movimento estudantil forte no Brasil, ou as passeatas que já são poucas ficam devendo, o jovem não está interessado na situação dessa porra de país! E por que será, galera? Tá todo mundo tentando sobreviver aqui dentro! Se você não se esfroça muito (até o que pra nós já parece pouco, é muito!), você acaba de baixo da ponte! Acaba vendo seus sonhos no lixo!

Podemos culpar uma geração inteira de falta de interesse, se eles estão apenas sobrevivendo a lei do mais forte?

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Alfred Hitchcock.

look out! there's something behind you!

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Duas horas...

Duas da madrugada, por um instante eu acordo pensei em alguma coisa, e logo dormi de novo.

Dentro de mim, senti um momento da minha vida diferente, o instante entre o sono... e o sono
Devo ter pensado em você.

Eu estou doente, meus pensamentos começam a estar confusos. Por que tudo isso? como você fez?
Uma grande libertação começa a fazer-se em mim, uma alegria. Um passado que não me dói mais, um passado escondido por trás de toda essa doença por você.

Eu ainda acredito em fadas, gnomos... são a mesma coisa que o amor, provavelmente vão te chamar de louco se você falar que já amou.

Sou apenas uma criança, uma criança que brinca. Ainda não sei tudo sobre o que é sentir, nem procurei achar nada, nem achei que houvesse explicação, a palavra explicação não ter sentido algum.



Agora pega tudo e faça um post para que todos entendam

domingo, 10 de maio de 2009

Sucesso não é tudo, bitches!


E tenho dito! E não retiro nem que me paguem, matem ou ofereçam um estoque vitalicio de cigarros!

Seinfeldiano I - ou - Ü

Sábado de manhã, estava escrevendo alguma-qualquer coisa, e escrevi uma das minhas palavras-xodó: conseqüência. Assim mesmo, pecando desse jeito, com trema no u. A garota sentada ao meu lado quase me deu um tapa e disse: "Seu profano, pecador, bárbaro!! Onde estão os inquisitores numa hora dessas?! Você escreveu com trema!!! Deve e serás punido!!!" (Ok, ela pode não ter dito tuuudo isso e desse jeito, mas foi algo assim).

Eu, logicamente parei e fiquei pensando em slow motion; enquanto logicamente o mundo continuava na velocidade normal e com pessoas pensando: "WTF aquele cara está fazendo?"; Por que, god, tiraram a trema? Sabe, ela nunca fez mal para ninguém, e fazia o par mais-que-perfeito, Vinicial, da língua pátria-idolatrada, com o u; formando uma carinha feliz (Ü).

Depois de encerrar o pensamento, respondi que não apagaria o trema e vou usa-lo até - paga nessa malandragem - que me mandem parar. Até que me tirem nota, até que algum policial gordo chamado Bob me multe ou prenda, sou rebelde. Si, yo soy. Lutarei com todas minhas forças para que não me tirem desse prazer que é escrever conseqüência com trema, idéia com acento agudo, e palavras que me farão, sim, farão, falta escrever sem acentos.





"Move forward lads!".

sábado, 9 de maio de 2009

Como Num Romance (A História de Lilly Braun)

Eu preciso de um romance de comédia romântica (e eu digo comédia, e não drama- drama eu já tenho demais). Daqueles bobos, com final 'e eles viveram felizes para sempre'. Um romance onde eu não precise me preocupar com o modo de chegar em você, pois tudo se desenrolaria de forma natural e surreal. Você teria me notado na primeira vez que nos vimos, e seria fatal- ficaria totalmente louco por mim. As pessoas - como em toda comédia romântica que se preze- até tentariam nos afastar, mas nada seria capaz de fazer você me esquecer. E eu- como sempre fui- seria perdidamente apaixonada por você, loiro dos olhos-meus, olhos estes tão janela-do-mundo que chegam a impressionar.

quinta-feira, 7 de maio de 2009




ei, alguém me ouve? eu quero me apaixonar. mas de verdade. eu quero que meu coração pule de alegria, mas também de dor-de-barriga quando o ver.
ah como eu quero um amor para mim. e não me importa se são todas frases feitas, porque o sentido é o mesmo! eu só quero um amor, que seja bom pra mim...

...

Estou cansado demais para postar.


Até o próximo post.

terça-feira, 5 de maio de 2009

www.sould.com



por incrivel que pareça, isso é um site que vende camisetas.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Que ja vai fechar.

e de procurar tanto o tanto-amor, o busco nos cantos, na poeira flutuante, nas racVerificar ortografiahaduras do teto e nas palavras azedas.

Estico a mão mas nada encosto, tudo foge e só resta a culpa gelada. E é claro a gula, a falta de luxúria, de auto-amor... saudades de ser vivida.
Amor curtido vai virar vinagre. Este é o desespero do encontro as escuras.

Luz! Quero luz. Me diga quem és que quero saber por onde anda e quem sou;
Desejo ser a Julieta de Romeu, mesmo com tragédia e morte pelos lábios frios.

desculpem pelo caos, ao menos ele é comedido.

domingo, 3 de maio de 2009

Espontaniedade forjada.

Voce ta sozinho na sua casa, jogado naquele sofa nojento cheio de quinquilharia em volta - okay, talvez essa seja somente a minha casa - e ta divagando sobre a vida, evitando fazer um lanche por que ta com fome, ou aquela licao sobre meiose, vai saber... Ai, meu, voce pensa num negocio muito legal, mas muito legal mesmo! E nao tem ninguem pra dividir aquilo, afinal computador e telefone eh coisa de viado, se quer dizer alguma coisa bata a minha porta...
Ta, aquilo fica na sua cabeca, por que eh muito legal mesmo! E um dia, com amigos, ou pessoas aleatorias, um papo muito proximo ao que voce ta na cabeca comeca... e voce manda aquela ideia ja feita, de intelectual fedido, parecendo a maior sacada cosmica de todos os tempos... E todo mundo sacode a cabeca e fala "nossa...", como se voce realmente tivesse concluido aquilo rapidamente e de forma tao sagaz!

Nao sei por que, mas isso tem acontecido de mais nos ultimos tempos... Mais alguem?




Orange-ish

"Acordei hoje
De manhã cedo
Lembrei de você
E me senti
Só."

Gosto da minha solidão. Gosto de ficar comigo mesmo, pensando em piadas que não fariam sucesso com ning-- muita gente, sacanagens que grupos de amigos não iam aceitar muito bem e principalmente namorados não iriam gostar. Enfim, sou eu, comigo mesmo.

Claro, pode parecer muito egocentrismo, mas não. Afinal, quem nos entende melhor que nós mesmos? É inútil tentar explicar algumas coisas para algumas pessoas, mas principalmente, aqueles seus pensamentos tão geniais e mirabolantes que você sabe, são besteiras que vieram a tona e você NÃO deveria ter pensado. Mas como você pensou naquilo, bolou aquilo e chegou a conclusão esperada, por que não falar? "Porque ninguém vai entender e eu vou ser linchado.

Não entendeu nada? Tudo bem, eu (não) explico. Vou dizer só que é isso mesmo. Eu gosto de ficar sozinho; porém tenho meus limites, e - claro - amigos. Ótimos amigos. Amigos tão bons, mas tão bons, que sabem quando eu quero ficar sozinho. Amigos que apesar da distância oceânica, vivem na minha memória e - hehehehe, fígado. Atemporais, amigos atemporais.

Enfim, adoro meus amigos tanto quanto meus refúgios. Tanto meus pensamentos inóspitos e sinceros, vãos até, como o falar alegre e vívido de, principalmente [porque são por elas que me derreto], minhas amigas.

Cheers, then. À minha solidão, à nossa amizade, à nossos risos e choros, todos clichês que fazem a vida, um much better place than heaven.

Aliás, bem vindas garotas, a essa casa em itapoã. Adoro vocês.



sábado, 2 de maio de 2009

Baixou Che Hoje de Manhã.

Anh! não sei nem por onde começar!

É tudo muito normal! sem graça, uma monotonia, políticos feios e gordos roubando, assaltantes sendo assaltados por outros assaltantes que já foram assaltados que se tornaram assaltantes por serem assaltados! Umas obras monumentais que não utilizamos até hoje, e algumas apesar de serem já construídas também não usamos! Poluição suficiente para fazer um fumante não ter vontade de fumar, barulho! Pessoas com mal humor para todos os lados! Correria! Medo de andar na rua, raiva de andar na rua.

Já parou pra pensar como o Brasil, sua casa, não tivesse corrupção?... pense!

Você sabia, que nem os políticos dos EUA ganham tanto quanto os políticos brasileiros!

Coitados, o Estados Unidos é um país pobre, até mais que o Brasil...

Mas mesmo assim! vejo isso a mais de 10 anos (quando eu comecei a prestar atenção quando falavam de política). e por mais inacreditável que seja, os políticos apesar de serem gordos, escrotos e mórbidos são medalha de ouro! Eles tem um fôlego inacreditável para atingirem metas que jamais poderíamos imaginar! Eles não se cansam de serem odiados por um país! Eles não sabem quando parar! São porcos que estão no governo!

"O governo devia temer o povo!"

"(...) Os parlamentares têm direito a uma cota de passagens aéreas que pode chegar a 18.000 reais por mês (...) A maioria não usa a totalidade da cota e, em vez de devolver o dinheiro, como seria o correto, transforma o crédito em bilhetes para o exterior, Foram 1881 viagens de 2007 a Outubro de 2008. Pelo menos 261 dos 513 da Casa fizeram turismo para o exterior com dinheiro público. Michel Temer, levou a mulher a Paris, Fernando Gabeira, cedeu uma passagem para a filha visitar a irmã no Havaí (e por aí vai...)"

"(...) é uma mentira grosseira, leviana, envolvendo o nome da minha mãe, uma octogenária. No meu gabinete só quem usa a cota de passagens sou eu. (...) Não tenho medo de ninguém, da imprensa, de deputados. Pode escrever aí: Ministério Público é o caralho (...). Autor - Ciro Gomes.

E as más notícias?.........................

Vou começar uma revolução!

Arrumando o meu quarto primeiro e saindo com pau e pedra na mão!

O foda é arrumar o quarto, que preguiça!
salvo os políticos honestos.

Fonte: Isto é 2009, Exame 2009.

Dont Look Back In Anger

Soooooooo! Sally can wait, she knows it's too late as we're walking on by
Her soul slides away, but don't look back in anger
I heard you say!

sexta-feira, 1 de maio de 2009

aperte o start

no post de debut queria agradecer o convite, a paciência a a disposição de me lerem como membro do Folks.


vou tentar fazer algo novo, com alvo diferente da avenida. não sei se estou a altura, de fato acho que nem sei por onde começar.

enfim, depois desta breve (e irritante) introdução ao trabalho, vou dar com os dedos no teclado e fazer o que eu acho que sei.
Meu querido, acabei de chegar. Sei que agora mesmo você conta os dias para a minha volta, saiba que faço o mesmo. Preguei assim que cheguei aqui o calendário que você me deu. Olho e me dá vontade de chorar, só de ler as mensagens que você escreveu. Uma certa agonia me aperta e eu tenho vontade de pular daquela janela ali... vou tirar fotos e te mando depois. Você vai amar a vista.
Para matar as minhas saudades, trouxe tudo que me lembra você. O meu coração ficou por aí, você bem sabe.. tento me virar com os poucos recursos que tenho para encarar esta noite. Será fria, acho que não vou saber em que lado da cama deitar....
Me desculpe pelo desespero enrrustido, mas sinto sua falta a todo momento. O que que a vida vai fazer de mim?

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Saudades: tristeza causada pela falta de alguém ou de algo.

Definicoes sao tao vazias, enormemente erradas.
Saudade eh saber que algo ja foi bom, por isso a falta que faz. Se FOI bom significa que esta no passado, o que esta no passado nao pode ser mudado. Eh eterno e imutavel. Eh algo nosso, somente nosso e que ninguem pode tirar de nos.
Goste da sua saudade, abrace e beije sua saudade!

----------------------------------------------

Chuva do céu se encerrará pra ver nosso depois.

terça-feira, 28 de abril de 2009

Hoje de manhã saí muito cedo

Hoje de manhã saí muito cedo
Por ter acordado ainda muito mais cedo
E por não ter nada que queisesse fazer...

Não sabia que caminho tomar
Mas o vento soprava forte
E segui o caminho para onde o vento me soprava nas costas
Assim tem sido sempre a minha vida, e assi quero que possa ser sempre

Vou onde o vento me leva e não me deixo pensar.

quem espera sempre alcança?

miguelitos desse mundo, se levantem.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Post Inaugural


Isso de querer ser exatamente aquilo que a gente é ainda vai nos levar além.

Paulo Leminski








Sera que vai mesmo?
-------------------------------------------------------------------------------------------------

Ola, meus queridos!

Esse eh meu post inaugural aqui no blog Folk's Land!
Eh um prazer entrar pro blog, espero que gostem!

domingo, 26 de abril de 2009

Como Sempre, Fui a Sauna.

Fui a sauna, a mesma que eu vou todos os finais de semana durante as minhas manhãs.

Como sempre, cansado, sujo, fedendo, e até mesmo pensando que eu devia parar de fumar para não ficar tão desgastado toda a vez que eu pratico esportes.

Como sempre, eu entro na sauna e todos aqueles macacos albinos velhos olham para mim, eu para não deixar barato, faço uma cara feia e séria para logo pensarem que eu não estou para brincadeira, e devolvo um olhar misterioso a todos. Fecho a porta

Como sempre, eu provavelmente devia estar pensando em alguém, ou algo que eu devia consertar dentro de mim mesmo, mas isso não vem ao caso. Pensei, pensei, pensei por aproximadamente uns 10 minutos, abri meus olhos, e os mesmos macacos albinos velhos estavam no mesmo lugar.

- Quer saber? Vou deixar para pensar nisso outro dia, ou outra hora, ou daqui a pouco... mas não agora.

Me desligando do pensamento interno, passei a prestar atenção na conversa dos mamíferos mortais a minha volta. Um chefe do bando estava falando, com uma voz de orgulhoso e até mesmo serena para provavelmente passar a impressão de que ele era intelectual, não sei se ele era ou não, mas na hora eu tive a minha ideia sobre ele...

- Quando eu dei minha entrevista para a revista, eu tive que degustar mais de 20 tipos de pinga brasileiras, era uma revista de gastronomia, muito boa!

Os macacos respondiam com seus gravadores bucais

- É verdade
- Ohhhh!
- Deve ter sido bom!

E o chefe volta a falar

- É, mas a melhor pinga que eu já tomei, não vende nem no Brasil, ela é fabricada aqui, mas não vendemos, infelizmente.
-...
-....
-... hum...


Conclusão que eu tiro disso tudo?
Hum.... não sei..... devo viajar para o exterior para tomar uma pinga brasileira?.... não.... não deve ser isso, ele não deve ter capacidade mental suficiente para dizer uma coisa dessas. Será que existe uma filosofia por trás disso tudo?











Mas cai no vestibular! anotou?!

iPod? Claro, tudo bem.

------Não tenho Ipod. Sim, nasci na Terra, não tenho grana e até um tempo fui muito contra - e até hoje, meus neurônios esquerdistas são firmemente contra - o iPod. "Por que (seuserbizarro) você era contra?", simplesmente pelo fato de conviver com muita gente que só comprava o maldito por poder bancar um, mesmo nem sabendo a diferença de bites pra rebites, só por poderem mesmo. Tudo bem, era jovem, um jovem padawan na arte de aturar idiotice.
------Hoje estou mais calmo com relação a isso, mesmo porque vejo o domínio do iPod no mercado dos players como sendo inevitável. Basta aceitar o fato de que um iPod, ainda que seja um troço que NEM PEGA RÁDIO(!!!), é parte da cultura ocidental e elemento crucial na sociedade (pelo menos brasileira); ora, há pessoas que nem dinheiro pra conta de luz tem, mas 72 vezes em um iPod atomístico - ah, isso tem; sendo que a maioria não usa nem um terço da capacidade de memória, e quando usa provavelmente ocupa com músicas que não escuta nunca, não sabe de quem é, ou é uma planilha de excel que o idiota colocou ali por "acidente".
------Aliás, as músicas, se são ruins ou boas, é subjetivo. Devo confessar, que há amigos meus que leem esse blog e estes têm um gosto parecido ou um pouco diferenciado até, do meu, e sou louco por escutar o que eles tem no iPod deles. Afinal, expandir horizontes culturais é sempre bom.
------Deixando esse relativo formalismo por aqui, realmente, foda-se! Escute outras coisas, coma novas coisas e deixe de besteira, frescura e tosquice, crie um caráter e viva la vida loca!

PS: Só me poupe da bicha do Ricky Martin.


The Ye Ol'Walkman

sexta-feira, 24 de abril de 2009

começando pelo final.



O Último Poema - Manuel Bandeira.

Assim eu quereria meu último poema
Que fosse terno dizendo as coisas mais simples e menos intencionais
Que fosse ardente como um soluço sem lágrimas
Que tivesse a beleza das flores quase sem perfume
A pureza da chama em que se consomem os diamantes mais límpidos
A paixão dos suicidas que se matam sem explicação.


Fim de "Libertinagem"